Linguagem simples e experiência de campo marcam livro sobre manejo integrado das pragas das palmeiras

Livro mipp (1)

“Um livro diferente, independente, sem todo aquele jargão entomológico, uma espécie de Tropicália da entomologia baiana”. Essa foi a proposta do entomologista José Inácio Lacerda Moura para o livro “Manejo Integrado das Pragas das Palmeiras”. Proposta compreendida e cumprida a contento pelos 12 autores. A obra nasceu do desejo do editor, egresso do PPG em Entomologia da UFV, de escrever um livro mais abrangente. “Nas publicações da Embrapa sobre o cultivo do coqueiro, sempre consta de forma bem ilustrada e inovadora um capítulo sobre pragas e doenças do coqueiro. Há que se considerar ainda que o livro ‘Insetos nocivos e moléstia do coqueiro’, de Gregorio Bondar, datado de 1940, continua sendo uma grande referência para especialistas em pragas das palmeiras tanto no Brasil, como no exterior. Todavia, achei que era o momento de escrever um livro mais abrangente, com muitas e boas fotos e que, acima de tudo, explicasse detalhadamente cada tática de controle fazendo uso de uma linguagem simples e, ao mesmo tempo, transpondo toda minha experiência de campo até ali vivida”. 2

Especialista em pragas do coqueiro, dendezeiro e gravioleira, José Inácio avalia que a publicação “poderá trazer alguma contribuição acadêmica e técnica, especialmente para estudantes e profissionais ligados à fitossanidade das palmeiras de uso econômico e paisagístico. Nesse contexto, creio que os capítulos que discorrem sobre a doença fitomonas e endoterapia trazem algum acréscimo, pois são assuntos desconhecidos na literatura brasileira especializada. Concernente à endoterapia, trata-se de uma ciência ainda pouco conhecida (ou pouco explorada) em nossas universidades e institutos de pesquisas, mas de grande importância na entomologia florestal, urbana e notadamente, para o pequeno agricultor, principalmente para os que cultivam plantas perenes de porte médio e alto”.

Entomologia UFV

JOSEINACIOPesquisador da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira - CEPLAC, lotado na Estação Experimental Lemos Maia, em Una (BA), José Inácio é graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná, mestre em Entomologia pela UFV e doutor em Entomologia Agrícola pela UNESP/Jaboticabal. Ele foi estudante de uma das primeiras turmas do mestrado em Entomologia da UFV. Daquela época, ficaram marcadas a união e a determinação entre professores e estudantes, e o carinho pela cidade que o acolheu. “Certamente, naquela época não tinha o aporte tecnológico que tem hoje. Não se via estudantes desfilando com notebook e, tão pouco, tínhamos acesso à internet. Mas, a união e determinação entre professores e estudantes foram fundamentais para o crescimento do curso, notadamente o professor Evaldo Vilela, que era a alma do curso. Éramos uma turma muito coesa e todos se ajudavam. Certos professores e colegas foram marcantes na minha passagem pela UFV. Assim, com todo respeito e consideração aos demais, cito o professor Norivaldo, pois quando podia, ia em sua sala tomar um cafezinho e ouvir ensinamentos sobre entomologia florestal. Entre os colegas notáveis, tinha encantamento pela humildade, determinação e saber do Og, o saber entomológico e a engenhosidade do Eraldo e, por último, a sublime inteligência da Mariângela. Por fim, mesmo quase septuagenário, ainda tenho a ousadia (ou ao menos penso) de tentar um título de pós-doutorado na UFV, pois além de ser uma academia de excelência, tenho adoração pela cidade de Viçosa, pois ali vivi bons momentos de minha vida”.

IV Simpósio de Termitologia reúne pesquisadores de excelência na UFV

_DSC9449_stitch

Entre os dias 7 e 10 de novembro, a UFV sediou o IV Simpósio de Termitologia – SymTermes. Nos quatro dias do evento, 90 participantes acompanharam palestras com pesquisadores de destaque, como a professora Rebeca Rosengaus, editora-chefe da Ecological Entomology, que ministrou a palestra de abertura “The Whole is Greater than the Sum of its Parts: Emergent Properties of Insect Immunity”.

_DSC1870

O evento ainda contou a participação dos pesquisadores: Theodore Evans (University of Western); David Sillam-Dussès (Université Paris 13); Carlos Schaefer (UFV), que ministrou a palestra “Termites, tropical soils and subsoils: an interlaced origin”; Alexandre Vasconcellos (UFPB), com o tema “Conservation of Caatinga: a new proposal using the termites as a model”; Ana Maria Costa Leonardo (UNESP-Rio Claro), que falou sobre “Termites: gut physiology and use as target and model in biotechnology”; Octavio Miramontes (Universidade Nacional Autônoma do México), com o tema “Search movement patterns in térmites”; Leticia Ribeiro Paiva (UFSJ), que abordou “Physics of Foraging”; e Og DeSouza (UFV), que ministrou a palestra “Macro symbioses in termite nests”.

_DSC1864

O doutorando José Augusto Roxinol, integrante da comissão organizadora, encerrou o evento com a sensação de dever cumprido: “Realizamos um evento de alta qualidade, principalmente nos quesitos de experiência científica e social. Com recursos limitadíssimos, conseguimos trazer palestrantes de grande destaque no cenário científico. E, apesar de ter como tema específico os cupins, montamos uma programação científica multidisciplinar. Com certeza, deixamos uma marca de excelência entre a série de eventos da termitologia”.

_DSC9392

Entre palestras, minicursos e trabalhos apresentados, o evento contemplou as interfaces da termitologia com diversas áreas. Durante o SymTermes, também foram premiados os melhores trabalhos:

  • Apresentação oral: Danilo Ribeiro – “Tracking termites: computer vision tools for termitologists”
  • Pôster: Cruz, JS; Sacramento, JJM; Santana, DL; Lima, PSS; Rocha, MLC; Santos, L; Ferreira, DV; Cristaldo, PF & Araújo, APA.  – “Ocupação temporal e co-ocorrência de espécies de cupins em diferentes tipos de iscas”
  • Foto eleita no concurso de fotografia: Marco Paulo Guimarães – “Onward to glory”

Lembrando que, em breve, a revista Sociobiology lançará uma edição especial sobre cupins, com trabalhos apresentados no evento.

Veja mais alguns momentos do IV Simpósio de Termitologia:

Entomologia UFV oferece duas bolsas para pós-doutorado

Sala de Aula Ento

A Entomologia está selecionando dois candidatos para pós-doutorado, com bolsa financiada pela CAPES, através do Programa Nacional de Pós-Doutoramento (PNPD). Os interessados devem se inscrever por e-mail, até às 18h do dia 24 de novembro de 2017.

O candidato pode se inscrever em uma das seguintes modalidades:
  • brasileiro ou estrangeiro residente no Brasil portador de visto temporário, sem vínculo empregatício;
  • estrangeiro residente no exterior, sem vínculo empregatício.
As duas bolsas terão duração de 12 meses, compreendendo o período de dezembro de 2017 a novembro de 2018.
Todas as informações constam no Edital 03/2017 de Seleção de Bolsista PNPD/CAPES

Segunda edição do Bar com Ciência acontece nesta quarta-feira

II BAR COM CIÊNCIA (2)
Os alunos da disciplina ENT 666 – Taxonomia de Insetos Adultos convidam para a segunda edição do Bar com Ciência:

II BAR COM CIÊNCIA

Com foto inspirada na Entomologia, estudante conquista terceiro lugar em concurso de fotografias

Foto Sarah Miranda

Com a foto intitulada “Bees: more than honey”, a estudante de graduação Sarah Miranda de Rezende conquistou  o terceiro lugar no 1º Concurso Fotográfico ”Agronomia e suas belezas”, realizado pelo Centro Acadêmico de Agronomia. Aluna do 6º período, Sarah faz estágio no Laboratório de Fisiologia e Neurobiologia de Invertebrados há aproximadamente dois anos: “Tenho uma afinidade com abelhas desde sempre, herdei isso dos meus pais, que já trabalharam extraindo produtos apícolas durante anos. Trabalhei com abelhas fazendo testes de toxicologia e comportamentais durante um ano, e é no laboratório, nas pesquisas realizadas e nas pessoas que trabalham comigo, que encontro minha inspiração diária”. Dentre as 65 fotografias inscritas no concurso, a foto de Sarah se destacou, ficando entre as dez melhores.SARAH MIRANDA

Sarah costuma fotografar insetos durante experimentos em laboratório e no campo. “Essa foto do concurso foi tirada em uma árvore entre o Departamento de Entomologia e o nosso laboratório, que fica no porão do Alojamento Feminino. Escolhi-a por ter conseguido capturar um momento específico em um bom ângulo, e  também por se tratar de uma espécie de abelha nativa aqui do Brasil. Eu quis mostrar a grande importância desse inseto e ao mesmo tempo, dar destaque para a entomologia”.

A estudante intitulou a sua foto de “Bees: more than honey” e assim a descreveu para o concurso: “enxameação de abelhas nativas jataí (Tetragonista angustula). Além de produzirem mel, própolis e cera com poderes medicinais e culinários, elas são responsáveis pela polinização de vários produtos agrícolas, ajudando a manter variedade e qualidade na mesa dos brasileiros”.

O 1º Concurso Fotográfico ”Agronomia e suas belezas” buscou “despertar o olhar dos alunos da UFV para os encantos dessa profissão”. Todas as fotos inscritas retrataram uma das grandes áreas do curso: entomologia, fitopatologia, fitotecnia e solos. De acordo com o Centro Acadêmico (CA), a ideia de realizar o concurso partiu de um ex-membro do CA, Alan Felipe Teixeira. “Ele não teve prazo para colocar o projeto em prática. Então, a ideia foi repassada para os novos membros, que abraçaram a causa. O tema foi definido em reunião com todos os membros, e pensado em algo relacionado à Agronomia, uma vez que representamos o curso”.

Sarah ficou sabendo do concurso por uma amiga, que é membro do CA e revela: “Mas foi no meu ambiente de trabalho e, principalmente, nas pessoas que dividem o dia comigo que consegui confiança e motivação para enviar a foto. Eu sabia que a foto tinha potencial, mas tive receio de participar, pois as fotos disponibilizadas na página do concurso eram boas e representavam o meio agrícola muito bem”. Apesar de ser uma fotógrafa amadora, Sarah acredita que para conseguir tirar boas fotos de insetos, é  “essencial ter paciência, atenção, ser observadora e ter destreza para capturar o momento certo”.

Confira o resultado completo do 1° Concurso de Fotografia ”Agronomia e suas belezas”:

  1. Luís Flávio Pereira
  2. Luiz Mário Lopes Valente
  3. Sarah Miranda de Rezende
  4. Dyóge Augusto Teodoro
  5. Endy Lopes Kailer
  6. Maria Victória Costa de Souza
  7. Wemerson Mendonça
  8. Lucas Rodrigues Vieira de Sousa
  9. Luci Medeiros
  10. Jéssica Ferreira Rohden

Todas as fotos inscritas no concurso podem ser conferidas neste link.