UFV marca presença no XXVII Congresso Brasileiro de Entomologia

Lab fisiologia no CBE

Foram cinco dias de programação científica e cultural, reunindo mais de 2 mil participantes em Gramado (RS), durante o XXVII Congresso Brasileiro de Entomologia (CBE 2018). Como sempre, a UFV marcou presença com a participação de estudantes, egressos e orientadores do PPG em Entomologia. Desta vez, com direito à premiação para dois trabalhos da UFV, apresentados oralmente pelos doutorandos Wilson Rodrigues Valbon, do PPG em Entomologia, e Paulo Antônio Santana Júnior, do PPG em Fitotecnia. Os seus trabalhos ficaram entre os cinco finalistas apresentados por estudantes de pós-graduação no evento.

Ao todo, foram mais de 600 resumos enviados ao Congresso. Dentre esses, 40 trabalhos de pós-graduação foram selecionados para apresentações orais, sendo selecionados cinco deles para nova apresentação aos avaliadores. Dois dos finalistas foram de estudantes da UFV. Wilson conquistou a 2º colocação com o trabalho intitulado “Yellow fever mosquito shows different abilities to survive under environmental stresses” e Paulo obteve a 5º colocação com o trabalho intitulado “Distribuição de Tuta absoluta e seus inimigos naturais mediantes as mudanças climáticas globais”.

De acordo com o doutorando em Entomologia, o trabalho premiado faz parte da sua tese, na qual estuda o impacto de poluentes na interação presa-predador em insetos aquáticos neotropicais, sob orientação do professor Eugenio Eduardo de Oliveira e coorientação do professor Gustavo Ferreira Martins. “No trabalho, tive a felicidade de encontrar resultados interessantes, onde observei que larvas de uma população de Aedes aegypti resistente à inseticidas piretroides apresentam resistência a outros grupos de inseticidas e seu comportamento locomotor reduz o risco de predação frente ao predador generalista Belostoma anurum”.

apresentação_1Wilson acredita que além dos resultados interessantes obtidos no seu trabalho, a conquista do segundo lugar veio pelo treinamento realizado antes do evento, bem como o preparo dos slides nas normas exigidas. Pela conquista do segundo lugar, Wilson ganhou a inscrição no 16º Siconbiol 2019, a ser realizado em Londrina (PR), ou a inscrição no CBE 2020, a ser realizado em Fortaleza (CE).

Quinto lugar 

Paulo, que ficou em quinto lugar com o trabalho “Distribuição de T. absoluta e seus inimigos naturais mediantes as mudanças climáticas globais”, credita o bom desempenho “à relevância do assunto, à ferramenta e à forma que o trabalho foi apresentado, graças à experiência em realizar apresentações orais, aulas e seminários, adquirida ao longo de mais de 10 anos como integrante da equipe do professor Marcelo Coutinho Picanço”.

Paulo_CBE 2018No trabalho, realizado em parceria entre o Laboratório de Manejo Integrado de Pragas da UFV e o grupo do professor Lalit Kumar, da University of New England (Austrália), utilizou-se a modelagem, principal ferramenta na determinação de áreas adequadas às pragas, para identificar os países em risco de invasão de T. absoluta. De acordo com o autor do trabalho, “esse inseto é uma importante praga do tomateiro na América do Sul há mais de 50 anos e em 2006, foi detectada pela primeira vez no continente europeu, mais precisamente na Espanha. De 2006 até hoje, essa praga se espalhou por mais de 50 países e infestou mais de 60% das áreas cultivadas com tomate em todo mundo, causando prejuízos de milhares de dólares em todo mundo”.

Paulo acrescenta que nesse trabalho, também utilizou a modelagem para identificar as áreas adequadas para dois inimigos naturais de T. absoluta, “a fim de permitir que os países em risco de invasão dessa praga se preparem através do desenvolvimento de programas de controle biológico, antes mesmo de uma eventual invasão. Por fim, através de cenários de mudanças climáticas globais, foi determinado o efeito das mudanças climáticas previstas para 2050 e 2070 sobre a distribuição global da praga e seus inimigos naturais”.

EntomoQuiz

Além de Paulo, que conquistou o 5º lugar nas apresentações orais, a UFV trouxe para Viçosa (MG) outra quinta colocação, desta vez, no EntomoQuiz, jogo de perguntas e respostas sobre assuntos entomológicos, disputado por equipes de alunos de programas de pós-graduação. Sabe aquelas disputas em que até quem perde também sai ganhando?! O EntomoQuiz é assim, todo mundo ganha mais conhecimento e interação. O dourando Wilson Valbon integrou a equipe da UFV (como suplente), ao lado dos doutorandos Silvana Orozco e Rodrigo Cupertino e do mestrando Pedro Toledo. Seis equipes participaram do EntomoQuiz, Esalq, UFG, UFLA, UFPR, UFV e Unesp, sendo campeã a equipe da Esalq. Wilson descreve o EntomoQuiz como “uma disputa bastante divertida, onde a rivalidade passa longe”.

entomoquiz_premiaçãoAlém do jogo, das palestras, simpósios, mesas-redondas, minicursos, apresentações de trabalhos e premiações, os congressos de Entomologia são sempre excelentes oportunidades para estabelecer novos contatos e rever velhos conhecidos. Em Gramado não foi diferente. O evento logo terminou, no dia 6 de setembro, e já deixa saudades. Para Wilson, tanto a parte científica quanto a organização desta edição merecem destaque: “Teve várias mesas redondas e simpósios acontecendo simultaneamente, desde entomologia médica até entomologia agrícola. Além disso, o CBE é sempre uma boa oportunidade de reencontrar os ex-orientadores e amigos. Tive oportunidade de participar em 2012, 2016 e 2018, mas destaco este último como o melhor”. Como o mais recente sempre pode ser mesmo o melhor, que venha o XXVIII CBE, em Fortaleza (CE), para que em 2020 a UFV possa marcar presença mais uma vez.

IMG-20180903-WA0004

IMG-20180905-WA0003

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>