Objetivos e Perfil do Egresso

Objetivos (geral e específicos):

Desde seu início, em 1984, o Programa objetiva:

(i) capacitar pessoal em temas fundamentais da Ciência Entomológica (Taxonomia, Sistemática, Biologia, Ecologia, Comportamento, etc) e

(ii) formar profissionais em grandes questões tecnológicas apropriadas à solução dos problemas causados pelos insetos-praga à agricultura e silvicultura, dentro da filosofia do Manejo Integrado de Pragas.

Após a reorganização das linhas de pesquisa dentro de duas grandes áreas de concentração, em 1998, foi possível uma maior integração dos objetivos do Programa, a partir de 1999. Assim, o cronograma evoluiu de forma a se preocupar em formar profissionais completos, igualmente bem treinados em Ciência e em Tecnologia Entomológica, independente de qual seja a área específica de interesse do estudante. Para isso, o Programa conta com (i) uma grade curricular que permite sólida formação teórica; (ii) um corpo de professores de elevada qualificação e diversificada formação profissional; (iii) uma longa tradição de intercâmbio interinstitucional em níveis nacional e internacional; e (iv) uma sólida e bem sucedida história de parceria com instituições públicas e privadas.

Tal integração entre Ciência e Tecnologia tem apresentado tamanho sucesso que o Programa expandiu sua atuação para além do campo do controle de pragas, ampliando sua visibilidade internacional. Isto pode ser atestado pelas constantes parcerias e convênios na área de manejo e biologia (agro) ambiental, além dos vínculos internacionais nas áreas de ecologia teórica, ecologia química, taxonomia, manejo de pragas, biologia celular, morfologia, ecotoxicologia, ecofisiologia e genética. Temos ainda programas de pesquisa consolidados envolvendo colaborações internacionais na interface Biologia/Física e Biologia/Computação.

Perfil do Egresso:

Em termos de formação de recursos humanos, os nossos objetivos são que o egresso seja:

(i) capaz de avaliar problemas científicos de uma forma racional, crítica, e com a devida consideração do contexto maior,

(ii) capaz de desenvolver pesquisas de um alto nível, partindo da identificação de problemas científicos e/ou tecnológicos, passando pela captação e gestão de recursos e a condução de pesquisas, e terminando na divulgação dos resultados por meio de artigos científicos,

 (iii) capaz de comunicar de uma forma clara e sucinta,

 (iv) preparado para atuar em diversos campos, inclusive pesquisa, docência e indústria,

 (v) preparado para atuar no mundo globalizado não apenas para reproduzir processos, mas sim inovar.