Disciplinas | PG Courses

Disciplinas

For queries regarding our courses, please contact us.

Os candidatos ao título de Mestrado e ao de Doutorado deverão cumprir, respectivamente, o mínimo de 24 e 48 créditos do rol de disciplinas da UFV.

Créditos obtidos no Mestrado poderão ser aceitos no Doutorado, a critério da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PPG).

Um crédito corresponde a 15 horas de preleção ou de aulas práticas. Os números apresentados correspondem a: total de créditos(créditos de aulas teóricascréditos de aulas práticas)

Disciplinas que estejam fora do Programa de Pós-Graduação em Entomologia poderão ser cursadas, com base no regimento da UFV, mediante acordo do Orientador e da Comissão Coordenadora. O ementário completa se encontra no site da PPG.

Disciplinas oferecidas no 1º semestre

ENT 601 – Natureza da Pesquisa e Pós-Graduação 3(3-0) I. A pós-graduação e suas peculiaridades. A natureza da pesquisa científica. O método científico. Formulação de hipóteses científicas. Estruturação de problemas na pesquisa científica e tecnológica. Estruturação do projeto de pesquisa. Financiamento da pesquisa: Uso do FINANCIAR. A comunicação em ciência. Técnicas e normas de redação de artigos científicos.

ENT 662 – Fisiologia de Insetos 4(4-0) I. Tamanho, escala e adaptações morfofisiológicas. Desenvolvimento embrionário. Desenvolvimento pós-embrionário. Metamorfose. Integumento. Esclerotização de cutícula. Regulação endócrina de muda e metamorfose. Relações endócrinas entre hospedeiro e parasitóides. Reprodução de insetos. Diapausa. Ritmos biológicos. Recepção sensorial. Sistema nervoso. Músculos. Vôo. Migração. Nutrição e digestão. Estresse oxidativo e mecanismos antioxidantes. Hemolinfa. Sistema imunológico. Sistema circulatório. Troca gasosa e sistema traqueal. Regulação de temperatura. Excreção e regulação de água e sais. Secreções de ataque e defesa.

ENT 665 – Teoria da Sistemática Entomológica 2(2-0) I. Objetivos da sistemática entomológica. O papel da sistemática entomológica na sociedade humana. Código Internacional de nomenclatura zoológica. Conceitos de espécie, especiação e evolução. Dificuldades e recursos do taxonomista para o conceito de espécie. Os caracteres taxonômicos. Métodos e técnicas de classificação: taxonomia fenética e filogenética. Museus e coleções entomológicas.

ENT 666 – Taxonomia Prática dos Insetos 12(0-12) I. Métodos e técnicas de montagem de insetos e rotulagem. Métodos e técnicas de coleta de insetos, preservação e embalagem. Organização de uma coleção entomológica. Identificação de famílias das principais ordens de insetos. 

ENT 668 – Morfologia Externa Comparada dos Insetos 3(3-0) I. Origens da tagmatização e do exoesqueleto em Arthropoda e Hexapoda. Nomenclatura anatômica. Morfologia externa comparada da cabeça em Hexapoda. Morfologia externa comparada do tórax em Hexapoda. Morfologia externa comparada do abdômen em Hexapoda.

ENT 672 – Interação Inseto-Planta 4(4-0) I. Introdução e relevância das relações inseto-planta. Insetos fitófagos. Aspectos físico-morfológicos das plantas na interação com insetos. Bioquímica vegetal na interação com insetos. Plantas como alimento a insetos fitófagos. Seleção de planta hospedeira: procura, aceitação e variação na preferência. Sincronia do ciclo de vida de insetos fitófagos com as plantas hospedeiras. Ecologia das interações inseto-planta. Evolução nas interações inseto-planta. Associação entre insetos e flores. Aplicação do conhecimento em interações inseto-planta, incluindo exploração de resistência de plantas a insetos por métodos convencionais e por transgenia.

ENT 676 – Apicultura Avançada 4(2-2) I. Abelhas importantes para o homem. Morfologia externa e interna das abelhas. Biologia e fisiologia das abelhas. Instalação de apiários. Flora apícola e polinização. Manejo de abelhas e produtos apícolas. Análise qualitativa de produtos apícolas. Patologia apícola. Melhoramento genético em abelhas.

ENT 761 – Reprodução dos Insetos 5(3-2) I. Anos Ímpares. Sistemas reprodutivos dos insetos. Tipos de reprodução. Fatores que afetam a reprodução. Teoria da seleção sexual. Localização do parceiro. Competição na atração de fêmeas. Seleção e defesa do local de acasalamento e oviposição. Competição por esperma e fertilização. Escolha do parceiro por fêmeas. Mecanismos de isolamento reprodutivo.

ENT 762 – Semioquímicos 6(2-4) I. Anos pares. Introdução geral à ecologia química; Interações e mediações químicas para obtenção de recursos; Ecologia química e territorialidade; Ecologia química da defesa de plantas; Ecologia química da defesa de insetos; Ecologia química e reprodução dos insetos; Economia química e interações em insetos sociais; Ecologia química aplicada a agropecuária.

ENT 774 – Symbioses: From Mutualism to Parasitism 3(3-0) I. Basis of Symbiosis. Evolutionary Ecology of Symbioses. Types of Mutualism Parasitism and modes of transmission. Ecology of Symbioses. Case Studies. Applications of theory.

BAN 773 – Insetos Sociais 3(3-0) I. Anos Pares. Insetos solitários, sociais e graus de sociabilidade. Insetos pré-sociais e eussociais. Comunicação e forrageamento em insetos sociais. Estratégias de defesa em insetos sociais. Determinação de castas. Biologia e ecologia de vespas. Biologia e ecologia de abelhas sociais. Biologia e ecologia de formigas. Biologia e ecologia de cupins. Evolução da sociabilidade.

BIO 600 – Métodos Analíticos em Biologia 6(2-4) I. Espectrofotometria do visível e do ultravioleta. Fotometria de chama. Espectrofotometria de absorção atômica. Espectrofometria de emissão em plasma. Técnicas radioisotópicas. Cromatografia em papel e camada fina. Cromatografia em coluna convencional. Cromatografia em coluna de alta eficiência. Cromatografia em fase gasosa. Eletroforese em gel de poliacrilamida. Ultracentrifugação.

BIO 649 – Filogenia Molecular 4(2-2) I. Técnicas de biologia molecular e de bioinformática aplicadas ao estudo de filogenias. Evolução molecular. Filogenias construídas por métodos geométricos e testes estatísticos. Método da máxima parcimônia. Método da máxima verossimilhança. Inferência bayesiana de filogenias. 

BIO 730 – Ecologia de Populações 5(3-2) I. Leis fundamentais em ecologia de populações. Crescimento exponencial. Crescimento logístico. Regulação populacional. Crescimento Populacional estruturado. Estratégias de História de vida. Teoria de nicho. Metapopulações. Ecologia Evolutiva. Competição. Predação.

BIO 731 – Ecologia de Comunidades 4(4-0) I. Comunidades: definições e propriedades. Padrões e processos espaciais. Padrões e processos temporais. Processos eco-evolutivos em comunidades biológicas. Regulação e estruturação de comunidades. Escalas e Diversidade beta. Estrutura de Metacomunidades. Biodiversidade e funcionamento dos ecossistemas

BIO 732 – Escrita de Artigos Científicas em Ecologia 4(4-0) I. O que é um artigo científico e sua estrutura. Ética na publicação de artigos. Importância da leitura. Revisão Bibliográfica e citação. Preparo do manuscrito. Leitura crítica. Qual revista escolher. Como submeter. O processo de revisão por pares. Como estruturar as frases de um artigo. O que evitar e o que é bem-vindo. Princípios da escrita clara e efetiva. Escrita direta: voz ativa e com verbos fortes. Como construir um parágrafo efetivo (organizados e concisos). Uso de recursos variados na escrita. Revisão da escrita. Título e Resumo: equilíbrio e elegância. Introdução: partes essenciais e as partes dispensáveis. Material e métodos: a importância da precisão e do detalhamento. Resultados: escrita simples, direta e precisa. Discussão: argumentações, limitações e implicações do estudo.

BQI 620 – Enzimologia 4(4-0) I. Estrutura de enzimas. Enzimas como catalisadores biológicos. Classificação de enzimas. Cinética enzimática. Métodos para construção de gráficos dos dados de cinética enzimática. Inibição enzimática. Enzimas alostéricas e de sítios múltiplos. Purificação de enzimas.

Disciplinas oferecidas no 2º semestre

ENT 602 – Scientific Writing 4(4-0) II (Even years / Anos Pares). What is a scientific paper. Structure of a paper. Ethics in the publication of papers. Importance of Reading. Literature review and citation. Preparation of the manuscript. Critical reading. Which journal to choose. How to submit. Peer review. How to structure phrases in a paper. What to avoid and what to embrace. Principles of clear and effective writing. Writing with strong and active verbs. How to construct an effective paragraph (organized and concise). Use of varied resources in writing. Review of writing. Title and Abstract: equilibrium and elegance. Introduction: essential and dispensable parts. Material and methods: the importance of precision and detail. Results: simple, direct and precise writing. Discussion: arguments, limitations and implications of the study.

ENT 602 – Escrita Científica 4(4-0) II (Anos Ímpares / Odd Years). O que é um artigo científico. Estrutura de um artigo. Ética na publicação de artigos. Importância da leitura. Revisão Bibliográfica e citação. Preparo do manuscrito. Leitura crítica. Que revista escolher. Como submeter. O processo de revisão por pares. Como estruturar as frases de uma artigo. O que evitar e o que é bem-vindo. Princípios da escrita clara e efetiva. Escrita com verbos fortes e ativos. Como construir um parágrafo efetivo (organizados e concisos). Uso de recursos variados na escrita. Revisão da escrita. Título e Resumo: equilíbrio e elegância. Introdução: partes essenciais e as partes dispensáveis. Material e métodos: a importância da precisão e do detalhamento. Resultados: escrita simples, direta e precisa. Discussão: argumentações, limitações e implicações do estudo.

BIO 660 – Biologia da Interação Inseto Vetor-parasito 4(4-0) II. Dípteros e triatomíneos de importância médica. Glândula salivar e propriedades da saliva dos insetos hematófagos. Colonização e invasão do sistema digestivo por parasitos. Interação mosquito-plasmodium. Interação flebotimíneo-Leishmania. Resposta imune. Mecanismos de transmissão de parasitos ao hospedeiro vertebrado.

ENT 663 Neurobiologia Comparada 4(4-0) II. Membranas e Bioeletrogenese. Estrutura e fisiologia da célula nervosa. Potenciais de Ação. Propagação de potenciais de ação. Sinapses quimicas e eletricas. Sinapses – estruturas associadas a fisiologia. Sinapses químicas. Canais e receptores iônicos. Mecanismos iônicos das sinapses excitatórias (PEPS) e inibitórias (PIPS). Ativação da célula pós-sináptica: Integração neural. Classificação dos receptores e determinação do estímulo adequado. Tendências evolutivas da quimiorrecepção. Tendências evolutivas da fotorrecepção. Tendências evolutivas da mecanorrecepção. Integração neural nos invertebrados I. Integração neural nos invertebrados II. Integração neural nos invertebrados III. Sistema nervoso dos vertebrados I. Sistema nervoso dos vertebrados II. Comportamento, aprendizagem e memória. Ritmos biológicos.

ENT 669 – Toxicologia dos Inseticidas 3(3-0) II. Relevância do assunto. Avaliação toxicológica. Formulação e aplicação. Classificação dos principais grupos de inseticidas e acaricidas. Inseticidas no ambiente. Inseticidas no indivíduo. Efeitos de inseticidas em indivíduos. Efeitos de inseticidas em populações. Efeitos dos inseticidas em comunidades. Mensuração e interpretação de efeitos ecológicos de inseticidas e acaricidas. Avaliação de risco ecológico.

ENT 670 – Manejo Integrado de Pragas 5(1-4) II. BAN 673. Bases ecológicas do manejo integrado de pragas. Avaliação dos agroecossistemas no manejo integrado de pragas. Tomada de decisão no manejo integrado de pragas. Estratégias do manejo integrado de pragas. Táticas do manejo integrado de pragas. Estações de aviso fitossanitários no manejo integrado de pragas.

ENT 671 – Biological Control of Arthropods 4(4-0) II. Concepts and terminology. Classical biological control. Augmentation biological control. Conservation biological control. Ecological basis for biological control. Predators (insects and mites). Parasitoids. Pathogens. Safety of biological control. Biological control programs. Legislation for the use of biological control agents in Brazil.

ENT 678 – Acarologia Agrícola 6(2-4) II. Anos Pares. Histórico da acarologia e ácaros de importância agrícola. Morfologia, anatomia e fisiologia de ácaros. Taxonomia de grandes grupos. Biologia e Ecologia de Tetranychidae, Tenuipalpidae, Tarsonemidae, Eryophiidae, Tydeidae e Acarophenacidae. Biologia e ecologia de Phytoseiidae, Stigmaeidae, Cheyletidae, Cunaxidae e Bdellidae. Comunicação química em ácaros. Manejo de ácaros de importância econômica.

ENT 682 – Ecophysiological Interactions Among Aquatic Insects, Fishes and Pollutants. 4(4-0) II. Concepts, categories and biases. Aquatic organisms. Pollutants in aquatic systems. Physiological interactions and unintended effects of aquatic pollutants. Biomolecular tools used in ecotoxicology.

ENT 760 – Comportamento dos Insetos 3(3-0) II. Bases do comportamento animal. Aprendizagem e memória nos insetos. Padrões de comportamento dos insetos. Orientação nos insetos. Comunicação nos insetos. Comportamento reprodutivo e seleção sexual nos insetos. Comportamento alimentar. Defesa e territorialidade. Comportamento social nos insetos.

ENT 765 – Taxonomia de Insetos Imaturos 8(0-8) II. Métodos e técnicas de coleta e preservação de insetos imaturos. Identificação de imaturos, ao nível de família, das principais ordens de insetos.

BIO 720 – Morfologia Interna dos Insetos 6(2-4) II. Desenvolvimento embrionário e pós-embrionário. Tegumento. Corpo gorduroso. Músculos. Sistema respiratório. Sistema circulatório e imunológico. Glândulas exócrinas. Sistema digestório. Sistema excretor. Órgãos dos sentidos. Sistema nervo. Sistema endócrino. Sistema reprodutor.

BIO 741 – Evolução Orgânica 3(3-0) II. O desenvolvimento do pensamento evolutivo. Ecologia e evolução. O material genético e a origem da variabilidade. Genética de populações. Especiação. Origem e evolução dos grandes grupos.

ENG 674 – Pragas de Grãos Armazenados e Formas de Controle 4(2-2) II. Situação do armazenamento de grãos no país e no mundo. Fatores que influenciam a qualidade dos grãos e subprodutos armazenados. Artrópodes associados aos grãos e subprodutos armazenados. Ecologia. Amostragem. Métodos de controle. Controle físico. Controle químico. Controle biológico. Alternativas para controle de insetos-praga. Prevenção de acidentes e medidas de segurança. Deterioração fúngica.

Disciplinas oferecidas no 1º e 2º semestres

ENT 661 – Ilustração Científica Digital 3(1-2) I e II. Fundamentos de ilustração científica. Elementos básicos de composição visual. Técnicas de ilustração científica convencionais. Desenho vetorial, definição e aplicações à ilustração científica.

ENT 778 – Estágio em Ensino III 3(0-3) I e II. Consentimento do Coordenador da Disciplina Esta disciplina propõe-se a fornecer a estudantes de pós-graduação experiência de ensino, pelo planejamento, preparação e lecionamento de aulas teóricas e práticas de disciplinas a nível de graduação, sob a supervisão e acompanhamento do professor da respectiva disciplina de graduação.

ENT 790 – Tópicos Especiais em Entomologia I 1( – ) I, II e III. Disciplina de oferecimento não regular, ministrada por professores visitantes ou da própria Instituição, concentrada ou não. Conteúdo variável abrangendo temas importantes para a formação global do estudante, não abordados nas disciplinas regulares oferecidas na UFV.

ENT 791 – Tópicos Especiais em Entomologia II 2( – ) I, II e III. Disciplina de oferecimento não regular, ministrada por professores visitantes ou da própria Instituição, concentrada ou não. Conteúdo variável abrangendo temas importantes para a formação global do estudante, não abordados nas disciplinas regulares oferecidas na UFV.

ENT 792 – Tópicos Especiais em Entomologia III 3( – ) I, II e III. Disciplina de oferecimento não regular, ministrada por professores visitantes ou da própria Instituição, concentrada ou não. Conteúdo variável abrangendo temas importantes para a formação global do estudante, não abordados nas disciplinas regulares oferecidas na UFV.

ENT 794 – Problemas Especiais I 1( – ) I, II e III Visa oferecer ao aluno a oportunidade de estudar temas de seu interesse relacionados com a área específica de pesquisa e julgado de importância para a sua formação.

ENT 795 – Problemas Especiais II 2( – ) I, II e III Visa oferecer ao aluno a oportunidade de estudar temas de seu interesse relacionados com a área específica de pesquisa e julgado de importância para a sua formação.

ENT 796 – Problemas Especiais III 3( – ) I, II e III Visa oferecer ao aluno a oportunidade de estudar temas de seu interesse relacionados com a área específica de pesquisa e julgado de importância para a sua formação.

ENT 797 – Seminário 0(1-0) I e II. Obrigatória no início do curso – os estudantes são matriculados pela secretaria. Ao completar, integraliza dois créditos.

ENT 799 – Pesquisa I e II. Obrigatório em todos os semestres do curso.

BIO 610 – Biologia Celular 4(4-0) I e II. A célula como unidade de atividade biológica. Métodos de estudo das células. Biomacromoléculas. A superfície celular. Endocitose e a digestão intracelular. Papel dos peroxissomos na fisiologia celular. Organização funcional das mitocôndrias. Organização funcional dos cloroplastos. O núcleo celular. O ciclo celular. O retículo endoplasmático. O complexo de Golgi. Citoesqueleto. A célula vegetal. Diferenciação celular.

BIO 721 Técnicas em Redação Científica em Biologia 4(2-2) I e II. O que é um artigo científico? Como fazer um levantamento bibliográfico na área de biologia. Importância de citar publicações de revistas indexadas. Ética na publicação.