Perfil: Eugênio Eduardo de Oliveira

Prof Eugênio003

O professor Eugênio Eduardo de Oliveira é um dos mais novos orientadores do programa de Pós-Graduação em Entomologia. Ele passou a integrar o corpo docente da UFV em março de 2012, quando voltou ao Brasil após viver sete anos no exterior, fazendo doutorado e pós-doutorado, respectivamente na Alemanha e nos Estados Unidos. Mas até retornar à Viçosa, onde fez graduação e mestrado, o professor Eugênio percorreu um longo e gratificante caminho.

Natural do interior do Rio Grande do Norte, do município de Jardim do Seridó, o professor Eugênio saiu de casa aos 15 anos para estudar no Colégio Agrícola de Jundiaí, localizado em Macaíba, na Região Metropolitana de Natal. Ele conta que esse fato por si só foi um marco, pois descobriu que “existia vida além da Serra da Rajada”. E nessa época ele sequer imaginava o mundo que viria a descobrir.

Da Grande Natal ele veio para Viçosa, em 1998, quando ingressou na UFV como estudante de graduação no curso de Agronomia. Na sequência, ainda na mesma instituição, passou para o mestrado em Entomologia. Mas ele desejava descobrir novos lugares. Fazer um intercâmbio internacional passou a ser uma meta. Embora não muito distante, naquela época não existia as várias possibilidades que existem atualmente para se estudar no exterior. Mas isso não o impediu de seguir firme no seu propósito.

Em 2005, ele foi para a Alemanha cursar o doutorado pleno em Neurofisiologia, na Universität zu Köln (Universidade de Colônia), através de uma bolsa de estudos oferecida pelos governos alemão e brasileiro. O professor Eugênio conta que nessa época, “apanhou igual gente grande”. Ele não sabia falar absolutamente nada em alemão e o seu inglês era “macarrônico”, como define. Para superar esse desafio, ele passou os seis primeiros meses exclusivamente aprendendo alemão.

Passadas as dificuldades da fase inicial, além da grandiosa experiência profissional, pessoalmente o professor Eugênio também viveu momentos gratificantes. Ele conta que se encantou pela cidade onde viveu. “Köln é uma cidade dos sonhos. De médio porte, mas com tudo de bom que uma cidade grande do Brasil oferece. Isso, sem oferecer problemas”. Ele fez muitos amigos. Viajou por vários destinos, tanto dentro da própria Alemanha, como por outros países da Europa.

Emocionado, o professor Eugênio conta que teve a oportunidade de “conhecer coisas que só existiam no livro de história” e revela uma experiência incrível que viveu: andar sobre o gelo. Para ele que saiu do sertão nordestino, esta experiência foi um contraste nunca antes vivido e que jamais será esquecido.

Concluído o doutorado, em 2010, o professor Eugênio foi para os Estados Unidos realizar o pós-doutorado na Michigan State University. Nesse país, ele viveu por quase dois anos e teve a oportunidade de auxiliar no gerenciamento de um laboratório de Neurobiologia.

Mas o seu desejo de retornar ao seu país de origem falou mais alto e no início de 2012 desembarcou no Brasil para tomar posse no cargo de Professor Adjunto do Departamento de Entomologia da UFV.

O professor Eugênio é consciente de que só conseguiu passar por todas as experiências que viveu, porque pôde contar desde o início com pessoas boas, que o colocaram para frente. Pessoas como a senhora Raquel Medeiros, a “Dona Quequé”, que lá atrás incentivou sua mãe a matriculá-lo no Colégio Agrícola de Jundiaí. Como destaca: “se eu não tivesse comprado a ideia dela, possivelmente, eu não teria vivenciado nem 5% do que já vivenciei”.

Assim, o professor Eugênio busca replicar a sua experiência para os alunos, estimulando-os a aproveitar as oportunidades do momento atual que favorecem os intercâmbios. Professor dedicado, ele afirma que cobra dos seus alunos para que sejam melhores do que ele. E exige comprometimento dos mesmos.

Atualmente empenhado na montagem do Laboratório de Fisiologia e Neurobiologia de Invertebrados, o professor Eugênio espera contribuir para o programa de Pós-Graduação em Entomologia da UFV em áreas ainda inexploradas, como: fisiologia de receptores e canais iônicos de tecidos excitáveis em insetos e desenvolvimento de biomoléculas; e ativação e/ou regulação neural de comportamentos.

Para aqueles que também almejam uma boa formação acadêmica, fica o incentivo do professor Eugênio: “os desafios são muitos, mas a motivação deve ser maior. Não queira ser só mais um na multidão”.

One Comment on “Perfil: Eugênio Eduardo de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>