Particularidades e vivências que o Lattes não conta

Raimundo Aguiar UFT

Quando um estudante ingressa no mestrado, ele traz consigo vivências de toda a sua formação. A pós-graduação é apenas a continuidade de uma história que começa bem antes, ainda na educação básica. Vem a graduação, o mestrado, o doutorado, mas a riqueza de todas essas vivências não cabe no Lattes. O professor Raimundo Wagner de Souza Aguiar, egresso do PPG em Entomologia da UFV, é um bom exemplo disso. O início da sua formação foi em um internato, localizado na maior ilha fluvial do mundo. Ele passou pela polícia militar, pela graduação em Engenharia Agronômica, pelo mestrado em Entomologia na UFV e o doutorado na UnB, até retornar ao seu estado de origem, como professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), onde hoje, colabora e incentiva a formação de outros jovens.

Natural de Formoso do Araguaia (TO), filho de pais lavradores, o professor da UFT aprendeu a sonhar desde cedo: “Meus pais não tinham recursos, mas sempre nos fizeram sonhar. E fazia parte desses sonhos frequentar grandes instituições, como a UFV e a UnB. O meu acesso foi tranquilo e hoje, eu indico o mesmo aos meus alunos. A educação transforma cidadãos neste país. Temos que valorizar cada vez mais as nossas instituições de ensino para transformarmos a nossa sociedade”. Para o professor que nasceu em um dos municípios integrantes da Ilha do Bananal, poder colaborar com a formação de outras pessoas na região Norte é muito gratificante.

  Escola de Canuanã

Raimundo concluiu o ensino médio na Escola de Canuanã, da Fundação Bradesco. A escola fica na maior ilha fluvial do mundo. Cercada pelos rios Javaés e Araguaia, a Ilha do Bananal tem uma área de aproximadamente 25 mil quilômetros quadrados, com belezas naturais exuberantes, e abriga grandes reservas indígenas.

Além da sua fascinante localização geográfica, outras características fazem a Escola de Canuanã ser referência. A instituição é voltada para o cotidiano da comunidade e suas aulas são adaptadas à realidade dos alunos. Ela atende crianças e adolescentes de baixa renda que moram na zona rural da região. Os alunos estudam em período integral e também vivem na escola, que oferece moradia, alimentação, assistência médica e odontológica, esporte e lazer. Além do ensino fundamental e médio, a Fundação oferece o curso de Técnico em Agropecuária, o qual Raimundo fez. De acordo com ele, como lá oferece tudo o que os alunos precisam, os pais deixam seus filhos e eles só retornam para a casa dos pais nos períodos de férias, em julho e dezembro.

O professor da UFT estudou nesse regime de internato por dez anos. Após concluir o curso de Técnico em Agropecuária, ele trabalhou na polícia militar e em 1996, ingressou no curso de Engenharia Agronômica na Universidade do Tocantins. Foi nessa época que a UFV passou a fazer parte dos seus sonhos, já que vários dos professores de lá eram egressos da UFV. “No Norte, a UFV é muito importante por causa desses profissionais”. 

  Acolhimento na UFV

Por incentivo do seu orientador na época, o professor Julcemar Didonet, Raimundo conheceu a UFV. Em 1998, ele veio pela primeira vez a Viçosa, onde fez estágio com os professores José Cola Zanuncio e Raul Narciso Carvalho Guedes. Esse período foi determinante para inspirá-lo a seguir na pós-graduação. Assim, em 2001, Raimundo retornou à Viçosa para fazer o mestrado em Entomologia, sob a orientação da professora Leda Faroni.

Durante o mestrado, Raimundo desenvolveu pesquisas sobre atmosfera modificada no controle da praga Triblium castaneum. “Saí de uma universidade pequena. Não é fácil estar num berço do conhecimento como é a UFV, e eu fui muito bem acolhido. O sistema de conhecimento de Viçosa é muito importante porque além de ter o acolhimento dos alunos que chegam de outras instituições, ele permite que, de uma forma amigável, você adquira conhecimento com os colegas que já estão no departamento. Tenho um grande carinho pelo Departamento de Entomologia. Hoje, a Entomologia é Conceito 7 e eu fiz parte dessa história. Foi um marco na minha formação profissional e contribuiu para a minha formação pessoal, o criticismo e a perspectiva de desenvolvimento com eficiência”.

  Interdisciplinaridade

Após concluir o mestrado em 2003, Raimundo ingressou na Universidade de Brasília (UnB), onde fez doutorado em Biologia Molecular, sob a orientação do professor Bergmann Morais Ri. No doutorado, ele trabalhou com expressão de proteína voltada para o controle de insetos. “Mudei de área, mas voltado para uma parte nova que estava surgindo junto à entomologia, que é desenvolver peptídeos, pegar proteínas isoladamente e testar contra insetos. São duas linhas totalmente diferentes, mas o meu conhecimento inicial em entomologia me ajudou muito no doutorado. Isso mostra a interdisciplinaridade do curso” – avalia.

Desde 2008, Raimundo é professor adjunto na UFT e mantém parcerias com colegas da UFV, como o professor Eugenio Eduardo de Oliveira. Motivo pelo qual, recentemente, ele esteve na UFV. No dia 28 de setembro, ele ministrou a palestra “Flora e fauna neotropicais como fontes de inspiração para produtos biotecnológicos”. A sua abordagem mostrou para os estudantes da Entomologia, como é amplo o campo de ação de um entomologista, podendo abranger também o desenvolvimento de produtos biotecnológicos, tendo como inspiração a flora e fauna.

Palestra Raimundo Aguiar

Para o professor da UFT, mesmo estando geograficamente distante, a UFV permite parcerias em pesquisas. “Isso favorece os programas de pós-graduação que estamos implantando na UFT, que são gerenciados por ex-alunos da UFV. Estamos formando pessoas na região Norte, a partir dos professores formados na UFV” – afirma, com orgulho.

  Veja mais alguns momentos da última visita do professor Raimundo Aguiar à UFV:

2 Comments on “Particularidades e vivências que o Lattes não conta

  1. Parabéns professor Raimundo, exemplo de dedicação e compromisso com o encino brasileiro.

  2. O Professor Dr. Raimundo Wagner Aguiar, é um exemplo de superação às barreiras cotidianas, que a primeira superação de dificuldade nas nossas vidas é o “querer”, quando não desistimos dos nossos sonhos, ele se torna possível, vecemos todas as limitações que a vida nos impõe. Parabéns Professor Dr. Raimundo, Vossa Senhoria é um exemplo de como se deve ser perseverante e vencedor com muita humildade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>