V Bar com Ciência proporciona aos participantes experiência lúdica e diferente

_MG_5147

Qual egresso da UFV não se sente feliz ao retornar a Viçosa (MG) para visitar a instituição que o acolheu por 4, 5, 6, 7 ou às vezes até por 12 anos? Se visitar a instituição já é gratificante, imagina se essa visita for acompanhada de boas surpresas! Quem recentemente viveu essa experiência foi o supervisor do setor de Transferência de Tecnologia da Embrapa Milho e SorgoFredson Ferreira Chaves. Em visita à UFV neste mês de junho, o egresso do PPG em Entomologia teve a oportunidade de participar do V Bar com Ciência, realizado no dia 13, na hamburgueria Távola Lúdica. Ambiente jovem e descontraído, boas doses de inspiração e muitas discussões científicas. A mistura perfeita para proporcionar a egressos, estudantes de graduação e pós e à comunidade em geral, “uma experiência lúdica e diferente”, na definição de Fredson.

A quinta edição do Bar com Ciência abordou, com linguagem acessível e de forma interativa, o tema “Provocações Entomológicas”, com discussões sobre Inteligência Artificial e Neurofisiologia, Mitos e Verdades Entomológicas e Insetos na Alimentação. O evento foi promovido pelos alunos da disciplina ENT 662 – Fisiologia de Insetos, sob a orientação do professor Eugenio Eduardo de Oliveira. Para Fredson chamou a atenção a “ludicidade, com o despojamento do estudante e o desprendimento do professor. Ambos aprendendo e ensinando de forma lúdica”.

FredsonFredson concluiu o mestrado em Entomologia em 2005, e relembra que na sua época de estudante, iniciativas como o Bar com Ciência não eram comuns. “No período de graduação (iniciação científica) e pós-graduação (mestrado) em que estive na Entomologia da UFV, não eram promovidos eventos como esse. Tanto no Laboratório de Acarologia, do professor Angelo Pallini, quanto no de Ecologia de Comunidades, do professor José Henrique Schoereder, nos quais atuei, tínhamos discussões de artigos científicos entre os membros do laboratório”.

Supervisor do setor de Transferência de Tecnologia da Embrapa, lotado no Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo, em Sete Lagoas (MG), Fredson acredita que iniciativas de compartilhar conhecimentos, como o Bar com Ciência, devem ser cada vez mais incentivadas: “A ciência e a pesquisa científica precisam ser melhor divulgadas e entendidas pelos públicos que não estão diretamente envolvidos com elas. O Bar com Ciência tem essa perspectiva de levar ao conhecimento e entendimento do público, a ciência, no seu locus, o bar. Na Embrapa, instituição de pesquisa agropecuária com foco em inovações para o setor produtivo, na qual trabalho nos últimos 11 anos, temos programas com foco na popularização da ciência: no ‘Embrapa-Escola’, para estudantes do ensino fundamental e médio, abrimos as portas da Embrapa para o conhecimento e o diálogo com os estudantes. O ‘Pint of Science’, com foco e público semelhantes ao Bar com Ciência, para o qual levamos na última edição, realizada em Belo Horizonte (MG), a realidade aumentada e virtual na agricultura. Devemos ainda, como educadores e pesquisadores criar novas estratégias e incentivar o desenvolvimento científico, inclusive com as ferramentas de TI, que estão disponíveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>