Empresa belga contrata doutor em Entomologia para atuar no setor de acarologia

Marcus Duarte

A preocupação com o futuro é comum à maioria dos estudantes durante a formação acadêmica. Concluída a graduação, se conseguirá uma bolsa de mestrado. Após o mestrado, se conseguirá ingressar no doutorado. Passados os quatro anos de doutorado, o que virá pela frente? Algumas dessas dúvidas também fizeram parte da vida acadêmica do doutor em Entomologia Marcus Vinícius Alfenas Duarte, e o que veio depois da sua defesa de tese foi bem diferente do que ele havia projetado inicialmente. Marcus, que planejava ser professor de alguma universidade brasileira, foi aprovado para o cargo de Senior Scientist da Biobest, empresa belga que atua na área de controle biológico. O egresso da Entomologia UFV trabalha no setor de acarologia da Biobest e desde janeiro deste ano está morando na Bélgica.

“Quando iniciei como aluno de Iniciação Científica, me apaixonei pela pesquisa e sabia que era isso que eu queria fazer pelo resto da minha vida. Imaginei que iria fazer um mestrado, doutorado e alguns pós-doutorados, e me tornar um professor de alguma universidade no Brasil. Com a redução de investimento em pesquisa e educação no Brasil nos últimos anos, via essa possibilidade cada vez mais distante. Na reta final do meu doutorado já estava começando a ficar preocupado com o que faria quando terminasse. Nesse momento, vi a oportunidade de trabalhar com pesquisa fora da universidade. Hoje, estou muito feliz que tentei e consegui essa vaga” – revela.

Agrônomo, mestre e doutor em Entomologia pela UFV, Marcus trabalhou no Laboratório de Acarologia, sob a orientação do professor Angelo Pallini, desde a graduação. Só interrompeu esse ciclo para realizar parte do seu doutorado na University of Amsterdam, na Holanda. “Comecei a trabalhar com o professor Angelo em 2009, como estagiário. O Laboratório de Acarologia foi sempre um ambiente muito agradável e estimulante, gostei tanto que acabei ficando por lá para fazer meu mestrado e doutorado”.

Marcus Duarte 1A experiência acumulada ao longo desses nove anos contribuiu muito para a aprovação de Marcus no processo seletivo da Biobest. Além disso, ele é fluente em inglês, pois também já morou nos Estados Unidos. Marcus enviou currículo à empresa belga e em seguida foi convidado para fazer uma entrevista via Skype. “Com certeza a fluência em inglês foi fundamental para conseguir essa posição. Acredito também que minha dedicação, curiosidade, coragem e empolgação relacionadas à ciência foram importantes. Sempre busquei trabalhar com algo novo e diferente” – avalia.

Agora, trabalhando para encontrar maneiras de melhorar o controle biológico, com enfoque em ácaros, o doutor em Entomologia afirma: “Tenho gostado muito da minha experiência profissional na Biobest. Trabalho com uma equipe muito motivada”.

Demonstrando já estar plenamente integrado à equipe, Marcus compartilha um registro fotográfico entre seus colegas de trabalho em clima de Copa do Mundo, do dia em que a Bélgica eliminou o Brasil nas quartas de final.

Além do bom relacionamento com os novos colegas, a localização do seu trabalho também tem proporcionado a ele outras boas experiências. Morando numa pequena cidade, que fica a uma hora da capital Bruxelas, Marcus não deixa dúvidas ao resumir o seu estilo de vida atual: “A vida na Bélgica é muito tranquila. Vou para o trabalho de bicicleta, algo que gosto bastante”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>